Seção Noticias
PortuguêsEnglish

07-09-2013 - Participação na Feira Corte e Conformação de Metais 2013

07-09-2013

 

A Automatica Tecnologia confirma sua presença na Feira de Corte e Conformação 2013 garantindo assim a presença em todos os eventos desde sua criação e que agora se encontra na VII edição.

 

Estaremos presente com nossa nova linha de máquinas de corte CNC por plasma e oxicorte para demonstração da qualidade superior nos cortes convencionais, trazendo para nossos clientes o melhor em custo benefício ao atender as demandas de cortes das empresas de pequeno , médio e grande porte.

 

O evento ocorrerá nos dias 01, 02, 03 e 04 de outubro de 2013 das 12:00hs às 20:00hs. O endereço fica na Rua José bernardo Pinto, 333 (próximo ao Metro Tietê) - São Paulo - SP, nos pavilhões VERDE e BRANCO do centro de exposições e convenções EXPO CENTER NORTE.

 

Faça aqui a sua credencial! (este link de conduzirá a uma página externa ao nosso site de resoponsabilidade da organizadora do evento)

10-11-2012 - Lançamento MAXPRO200

 

Hypertherm anuncia novo sistema de corte por plasma

MAXPRO200 LongLife

maxpro200

Visão global

O MAXPRO200 é o mais novo sistema de corte plasma que atinge velocidades impressionantes, corte consistente, qualidade de corte e vida útil dos consumíveis excepcional, com ar ou oxigênio como gás de plasma.

Parâmetros otimizados de corte são automaticamente ajustados e controlados em um passo para uma operação fácil.

Projetado para serviço pesado de corte de alta capacidade mecanizada (CNC) e também de operação manual e goivagem, a MAXPRO200 oferece um desempenho confiável em uma ampla gama de aplicações industriais.

Dados operacionais

Capacidade de corte praticamente livre de escória

- Aço carbono até 20 mm (3/4 ")

Capacidade de produção de furar

- Aço carbono até 32 mm (1-1/4 ")

- Aço inoxidável de 25 mm (1 ")

Separação

- Aço carbono até 75 mm (3")

- Aço inoxidável 64 mm (2-1/2 ")

Reserve já a sua unidade de corte Manual ou Mecanizada para otimizar sues cortes de metais pelo telefone (27) 2127-9976.


 


15-08-2012 - Inovação no setor de Pelotização

Automatica inova mais uma vez!

Nova tecnologia para testar qualidade das pelotas de minério de ferro está sendo produzida pela Automatica Tecnologia S/A. A estação robotizada irá melhorar o desempenho dos testes de qualidade na Usina VIII da Vale.


Veja notícia na íntegra:


Fonte:

Gazeta Online

 

Robô vai testar qualidade de produção na 8ª usina da Vale

Equipamento é desenvolvido por empresa capixaba e a suíça ABB

14/08/2012 - 22h08 - Atualizado em 14/08/2012 - 22h08

A Gazeta


foto: Divulgação
Vista da oitava usina da Vale
Vista da oitava usina da Vale

Denise Zandonadi

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

Já na fase final de implantação, a oitava usina de pelotização da Vale, localizada no complexo de Tubarão, em Vitória, terá tecnologia inovadora para fazer o controle das pelotas produzidas. Não só inovadora como também desenvolvida por uma empresa capixaba, em parceria com a empresa suíça ABB.

A Vale assinou contrato para a instalação de um sistema inédito no controle de qualidade das pelotas da Usina VIII. Chama-se célula flexível de amostragem e é formada por um braço robótico e por um sistema de automação que vai otimizar o processo de análise da produção. Essa é a primeira vez que um robô é utilizado no processo de pelotização.

Substituição

Segundo o líder de suprimentos da Usina VIII, Marcos Faria, a tecnologia substituirá a tradicional torre de amostragem e testes, que é uma estrutura utilizada nas outras unidades em operação em Tubarão. Este sistema consiste em um prédio de três andares equipado com correias e calhas para o transporte das pelotas a serem testadas.

Faria explica que o robô substituirá o processo mecânico em uso. "Ele requer uma estrutura menor, montada em uma única sala, no térreo da usina", explica. Esse equipamento será responsável por analisar as amostras e encaminhá-las para os testes, e em seguida devolver à linha de produção ou para o descarte.

Com isso, a empresa espera aumentar a segurança da operação, reduzir a quantidade de equipamentos envolvidos no processo e diminuir a movimentação das pelotas até a área de testes, que são feitos a cada 15 minutos.

Uma outra vantagem do sistema robotizado é que ele possui maior flexibilidade e permite alterar a sequência, a quantidade e o tipo de testes que podem ser realizados, apenas com a realocação de equipamentos e modificação na programação de controle do sistema do braço robótico.

Capixaba

O contrato, no valor de R$ 2,3 milhões, foi assinado com a empresa capixaba Automática, que já fornece outros serviços de automação para as usinas de pelotização. A Automática é a responsável pelo sistema, sendo que o robô foi encomendado à empresa suíça ABB. A previsão é que o projeto de engenharia seja concluído em novembro deste ano e que a estrutura esteja totalmente montada em fevereiro de 2013.

Conforme informações da Vale, com a assinatura deste e de outros contratos recentes para o projeto Usina VIII, além das atualizações dos contratos existentes, o fornecimento de produtos e serviços de empresas capixabas para a mineradora na implantação da Usina VIII alcançou mais de R$ 1 bilhão, volume considerado recorde em um empreendimento privado no Estado.

A Vale prevê iniciar a produção na Usina VIII no primeiro trimestre de 2013. A pelotizadora terá capacidade de produção de 7 milhões de toneladas por ano e será investido US$ 1 bilhão na sua implantação.

Mineradora e Petrobras em parceria

Em mais uma aliança para ganhar produtividade, Vale e Petrobras estudam a possibilidade de parceria para produzir óleo de palma e biodiesel no Pará. O projeto da Vale na Amazônia prevê a produção de biodiesel B20, com 20% de óleo de palma misturado ao diesel, para atender suas operações a partir de 2015. Para tanto, investirá US$ 500 milhões. Em junho, a Vale inaugurou uma usina de extração do óleo.

O presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, visitou ontem, a convite do diretor global de Energia da Vale, João Coral, a planta de extração em Moju (PA). 
 
No seu habitat natural nos negócios, a Petrobras também se movimenta. A descoberta de petróleo em Carcará é uma das mais significativas do pré-sal da bacia de Santos, disse a Barra Energia, sócia minoritária da Petrobras.

R$ 2 bi - Este é o investimento que a Vale está fazendo na Usina VIII.

Mais Artigos...